quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Devaneios Mentais com o mascote em casa...


Seja bem-vindo.

Após a apresentação de um sci-fi com vários elementos de uma ficção apocalíptica (Na destruição há uma gota de esperança!), o NETOIN! Mais! apresenta neste instante algo bem mais leve, relaxante e, de alguma forma, humorístico...

O mascote oficial do blog NETOIN! completou um ano de existência no dia 2 de outubro último (veja os posts especiais aqui e aqui). Trata-se do pequenino Netotin, um mascote que procurou fugir um pouco do chamado universo comum da criação de mascotes, ao ser idealizado como um onigiri com rabo de raposa. Seu modo de falar infantilizado remete diretamente à lembranças da uma época (na qual) a vida era bem mais amena.

Passado o primeiro ano no qual o Netotin aparece na internet, pode-se afirmar que o simpático mascote já tem o seu espaço mais do que assegurado. É bem verdade que isto não sugere nada como um estrelado ou algo do gênero, mas sim à todo um escopo de simplicidade e de simpatia, promovidos constantemente por este ser que possui uma fala clássica bastante peculiar: ~netin!.

E a razão de existir desta edição da seção Devaneios Mentais é justamente esta. Promover pequenas histórias que mostram um pouco do dia a dia do Netotin com o seu dono. Neste momento, você ficará à par de alguns eventos ocorridos no lar. Em uma próxima oportunidade, será a vez de mostrar o ponto de vista do mascote Netotin ao viajar junto de seu dono por algumas cidades.

Visitante, fique à vontade. Não deixe de comentar, pois a sua opinião tem um ponto de importância enorme aqui. Tenha uma boa leitura.

#6 - Netotin drops!

 Quando um mascote apronta todas em casa...


Dia 2 de outubro de 2011. Foi nesta data que um ser apareceu em meu quarto. Ele estava olhando fixamente para o monitor de meu computador quando em casa cheguei. Seus olhos tão simplórios e "sem vida" me davam a vaga ideia de tudo não passar de uma ilusão. Ao bater da porta para fechá-la, a estranha criatura resolveu virar o seu rosto (na verdade, virou o corpo inteiro) e passou à olhar para mim...

- ~netin! - foi isso que a criaturinha disse, olhando para a minha pessoa

Primeira atitude estranha foi justamente uma voz sair da criatura sem a mesma abrir a boca. Surreal e cômico ao mesmo tempo. Comecei a olhar para os lados, na tola esperança de achar que aquilo não estava acontecendo. Entretanto, mal consegui sair de onde estava, ao olhar de forma tão perplexa e contundente para aquele pequenino que estava no rack de meu computador.

Passou-se um minuto e nenhum de nós dois nos movemos. Novamente um clima estranho pairou no ar. Comecei à cogitar a possibilidade de alguém querer estar brincando comigo. Mas isto não tinha como ser possível, uma vez que (na teoria) eu deveria estar sozinho em casa.

- ~netin! - repetiu a criatura, desta vez lacrimejando por um de seus olhos

Sensibilizei-me com o ato naquele momento...

~ --- ~

Não sabia onde estava. Não sabia quem eu era... Só sabia que eu existia... ~humhum... Mas estava com fome... Muita, mas muita fome... barriguinha roncava igual à trator na estrada em construção.

Um humano entrou naquele lugar. Lá eu estava olhando para um tipo de monitor. Ao menos, parecia ser um, pois tinha vidro e exibia um desenho bem básico, onde dois humanos estavam juntos em uma estação de trem abandonada... ~humhum...

Estava com muita fome. Tentei chamar a atenção daquele humano...

- ~netin!

Nada consegui. Começando a ficar bravo. Mostrei minhas patinhas. Ergui elas. Nada... Acenei como se não houvesse amanhã... Nada... Fiquei desesperado...

- ~netin! - e me coloquei a chorar

O humano agiu. Fez um carinho em minha cabeça, me pegou e me levou até a cozinha. Ele abria muitas portas que la´tinha, à procura de algo para "euzinho" comer. Do nada ele jogou um pacote de um doce branquinho e fofinho na mesa. Comecei a puxar a camisa do humano, para mostrar que aquilo que tinha no pacote deveria ser comido por mim.

Felicidade total. Marshmallow era o nome daquele doce. Me encantei...

E o humano me deu um nome: Netotin. Gostei. Conversamos normalmente...

~ --- ~

Com o passar dos dias, eu já tinha feito do Netotin o mascote oficial do meu blog. Preferi não questionar o surgimento dele, pois a chance de me estressar seria alta. E ele também não iria saber me responder tal coisa...

Certa vez fui até a panificadora para comprar achocolatado. Iria fazer um milkshake caseiro e alguns ingredientes eram necessários. Deixei o Netotin em meu quarto, e pedi para que cuidasse de tudo até que eu voltasse. A expressão "se arrependimento matasse" ganhou uma conotação absurda aqui...

Netotin estava totalmente envolto de papel higiênico. Não entendi qual era a ideia. O questionei sobre o porque de tamanha travessura e a resposta mostrou para mim que, no fundo, o Netotin não passava de uma inocente criança... Arteiro o mascote, por sinal...

~ --- ~

Netotin estava sozinho... Netotin não gostava de ficar sozinho (hoje em dia Netotin fica sozinho de boa, tá?). Netotin só tinha ouvido do dono uma ordem, que era para cuidar de tudo no quarto dele... ~humhum... Netotin é muito bonzinho e fez o que o dono pediu...

Peraí... Netotin tentou fazer o que o dono pediu, mas não conseguiu... ~ufyufy...

Netotin tinha comido muitos marshmallows... Netotin realmente tinha comido muitos marshmallows... ~humhum... Foi então que Netotin sentiu uma dorzinha na barriga... Netotin sabia o que fazer, pois dono tinha ensinado Netotin a usar o troninho no banheiro... Bom, o dono fez um troninho para o Netotin, pois se fosse usar aquele grandão não ia dar certo... ~humhum...

Netotin usou bem o troninho, deixando tudo lá... Yay!!! Netotin estava feliz, mas tinha um probleminha nisto tudo. O papel de Netotin tinha acabado e, no banheiro, só tinha o papel dos humanos. Sorte de Netotin que tinha um pedação de papel balançando que chegava até o chão... Netotin foi rasgar o papel para usar.

Netotin rasgou um pedacinho pequeno. Limpou lá e Netotin ficou feliz. Yay!!! Foi então que Netotin teve uma grande ideia: cortar mais papel para que, quando a barriguinha doesse de novo, Netotin já teria papel para usar. Yay!!! Netotin começou a cortar daqui, cortar dali... Mas, do nada, Netotin ouviu um barulho bem forte... Netotin olhou para os lados e nada viu. Mas quando olhou para cima, Netotin ficou com muito medo. ~brrr...

O papel dos humanos estava balançando muito. Balançou, balançou e balançou, até cair no Netotin. ~snif! Netotin não aguentava o peso de tanto papel. Netotin engatinhou e rastejou no chão até chegar no quarto do dono. Pouco tempo depois o dono chegou... Puxa, o dono ficou muito bravo mesmo... ~brrr...

Netotin parecia o homem das neves... ~hihihi...

~ --- ~

Quando criança, minha pessoa já não era muito boa com desenhos e pintura. Uma verdadeira negação. Já diziam que, se fosse depender daquilo para sobreviver, não iria dar muito certo no final. Ainda assim, volta e meia, lá estava a minha pessoa à rabiscar alguma coisa em folhas sulfite A4.

Desenhava algumas paisagens. Pessoas andando lado lado com animais... Mas tal desenho me trouxe para uma outra realidade, na qual estava inserida o mascote Netotin. Para encurtar uma longa história, eu havia dado para o Netotin alguns lápis de cor e giz de cera para alguma coisa ele poder praticar. De certa forma, o Netotin parecia ter pego o jeito para desenhar...

Apenas parecia...

O Netotin conseguiu se pintar todo. Se pintar não: ele fez o verdadeiro sete por todo o quarto. Isto porque eu estava no quarto. Claro, na escrivaninha o tempo todo. E o Netotin simplesmente acabou com o chão do lugar, fazendo um monte de círculos e pintando eles de sete cores diferentes...

Que dizer... Eu falei pintar?

Ele rasurava os círculos como se não houvesse mais o amanhã. Sabe aqueles traços que fazem zigue-zague sem definição alguma? Foi o que Netotin fez dentro daqueles círculos e...

Eu falei círculos? Mais pareciam desenhos de coxinha de rodoviária do que círculos propriamente ditos...

O pequeno mascote havia conseguido me irritar. E muito. Mas acabei sendo muito fraco. Após limpar toda a baderna, dei para Netotin uma cartolina branca e disse que ele só poderia desenhar lá. Desde então, o mascote tem praticado seus desenhos assim...

Fico pensando se, algum dia, ele mostrará os seus desenhos para o mundo. Se bem que não sei se o mundo está preparado para tudo isso...

~ --- ~

~netin! 

Netotin estava vendo um anime. Nele acontecia umas coisas estranhas... Assim, tipo, um homem humano e uma mulher humana tinham mais de trinta anos e nunca tinham namorado na vida... ~humhum... Comecei a achar que o dono não era um humano normal porque este anime era muito estranho... ~ufyufy...

Mas o anime ajudou Netotin. ~humhum... Sabe, Netotin era o único da espécie (aliás, Netotin nem sabe de que espécie é ou existe uma espécie para Netotin) mas, mesmo assim, Netotin começou à pensar assim... Sabe... Assim... Ah, você entendeu... ~hihihi...

Netotin começou a pensar se existe, em algum lugar, a versão mulher do Netotin. Então, Netotin começou a imaginar como ela seria... Puxa... Ela teria olhos pretinhos iguais aos do mascote mais fofo da blogosfera. Ela teria a cor rosa. Teria uma cauda onduladinha em cima com detalhes em branco. Ela gostaria de marshmallows também... Yay!!!

Mas Netotin começou a pensar em outras coisas... ~humhum... Assim, Netotin acha que é muito cedo para pensar em algo assim, tipo, alguém igual a Netotin só que de outro sexo... ~humhum... Se Netotin nem sabe se há mesmo alguém igual a ele, então fica tudo muito difícil...

Netotin prefere ainda sonhar com deliciosos marshmallows... ~nhamnham...


~ --- ~

Uma coisa que me intriga no Netotin está no fato de ele não ter uma boca. Na verdade, este não é o único fator que me causa tal sensação sobre o mascote. O olhar profundo e enigmático dele tem o poder de assustar em dados momentos...

Incrível notar que ele se comporta como uma criancinha de colo às vezes. Gosta de ser mimado. Apronta demais, mas não é malvado. Suas ações são tão naturais como se faz pensar. Confesso que bate uma certa tristeza ao ver ele sozinho. Num momento desenhando naquela folhinha dele, em outro momento correndo pela casa...

Aliás, bem lembrado isso... Netotin adora correr pela casa toda...

Como pode um ser de tão baixa estatura gostar tanto assim de praticar corrida? O mais divertido é ver o Netotin fazendo valer a prática. Como não tem pernas, tudo fica na dependência da locomoção pelos seus pequenos pés. Aos poucos, o Netotin está desenvolvendo técnicas de corrida típicas de um desenho animado... E ele faz isso com muito gosto.

Parece que os marshmallows não são, na verdade, a única coisa da qual o Netotin realmente gosta...

~ --- ~

Netotin acha o dono muito estranho às vezes... ~humhum... Tem vezes que o dono chega do trabalho tão nervoso, mas tão nervoso, que Netotin ver sair muita fumaça da cabeça dele... ~brrr... Quando isso acontece, Netotin prefere ficar um pouco escondido, até o dono acalmar...

Na maioria das vezes, Netotin vê o dono bem calmo... ~humhum... Se ele não tá lendo, com certeza tá fazendo algum texto no computador... Às vezes o dono liga aquele videogame bem antigo que ele tem, um tal de NES, e fica jogando o jogo daquele carinha bigodudo com chapéu vermelho... ~humhum...

Netotin sabe que o dono gosta de andar. Muitas vezes o dono vai passear pela cidade e deixa Netotin no quarto. O dono diz que é para o bem do Netotin. Mas Netotin fica chateado, pois ficar muito tempo sozinho não é muito legal... ~snif! Bom, Netotin entende o que o dono quer dizer com isso tudo. Mas Netotin quer andar mais com o dono... ~humhum...

O legal é que o dono se lembra sempre do Netotin... Sempre está trazendo algo em uma sacolinha, geralmente marshmallows deliciosos com recheio de chocolate... ~humhum... Netotin fica triste quando vê o dono triste, mas não pode fazer muito a não ser um afago no dono... ~humhum... Na verdade, o dono tá sempre cuidando do Netotin, mesmo quando Netotin faz arte... ~hihihi...

A vida de Netotin é bem legal... ~humhum...
Tomara que isso não acabe nunca... ~netin!

Contato? Pelo Twitter e pelo e-mail do blog!

- NETOIN! Mais! -

0 opinião ( ões ) à respeito:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião sobre este texto.
Com isto, o [NETOIN! Mais!] poderá crescer e se desenvolver ainda mais.

Muito agradecido!

NETOIN! Mais!



O blog está presente desde 27 de fevereiro de 2008.

E esta é a quinta alteração de template dele, datada de
18 de outubro de 2013.

(a última foi em 16 de dezembro de 2012)

- Grato pela visita -



Blog sobre assuntos diversos - Favor não copiar os textos do blog sem antes entrar em contato com o dono do mesmo.
NETOIN! Mais! 2008-2014