terça-feira, 18 de março de 2014

Uma Jornada pelo Item Maravilhoso [Capítulo #21]

A chamada de sempre...

[capítulo anterior: aqui]

A Erikina olhou categoricamente para trás e notou de onde vinha o chamado por meio de um grito. A voz havia brandado com extrema força. E lá estava a Bynha, segurando a bola de cristal sem wi-fi da Lady A. E a visão da garota de outro mundo não era difícil de ser compreendida.

- Ei, Bynha... O que você faz aqui, sua louca? Todos resolveram pular pelo buraco, é isso? - questionou a Erikina
- Eu sei que eu pulei! E parei a queda deste pedaço grande de concreto com a ajuda disto, a bola de cristal da Lady A. - respondeu com nervosismo nos olhos a Bynha
- C-como pode isso? Para quê isso? Qual o porquê disto?
- Ahhhh... Pare de tantas perguntas, Erikina! Concentre-se em quem está indo lhe atacar aos poucos e...

[poooffff!!!]

Não deu tempo de completar o aviso, pois o Desurso havia chegado próximo à Erikina e golpeado-a com força, fazendo com que a garota de outro mundo fosse lançada para perto da Bynha, fora da plataforma. Alguns segundos do mais puro e categórico silêncio foram parados pelo guerreiro que começou a proferir sérios dizeres.

- Humana tola... Do que adianta se transformar? Do que vale alguém lhe ajudar? Para que você está aqui? - disse Desurso olhando para a Bynha, com profundo rancor em sua face
- O quê? Ora... E-eu... Eu posso... Eu devo... Eu irei... (gasp!!!) [cospe sangue]

A Bynha levou uma de suas mãos à boca e viu o sangue que dali saiu. Se sentiu muito incomodada. Sua raiva crescia com imponência. Em seu olhar só havia o desejo de parar com tudo aquilo e, dentro de suas possibilidades, devolver ao Desurso o que ele havia lhe feito.

Ainda na plataforma, o Dighin estava apenas a observar tudo o que ocorria. Seu olhar era sério mas por dentro ele estava muito temeroso. Sua maior preocupação estava sobre até aonde Desurso iria com todo aquele discurso e golpes.

E no que diz respeito à discurso, Desurso ousou uma vez mais...

- Você fala em se preocupar com os outros, proteger seus amigos e tal. Poético. Mas é um sinal de fraqueza imperdoável. Seus reais inimigos jamais esperarão por seus pensamentos para executar sua ação, e nem darão a mínima para os seus sentimentos, sua garota tola! - esbravejou Desurso
- Por quê você fala assim comigo? O que eu fiz para você? - respondeu Erikina
- Você me dá nojo, projeto inacabado de heroína! - salientou Desurso, fechando seu punho direito e partindo contra a garota

Enquanto a Erikina tentava escapar do Desurso, a Bynha ousou também. Usando da bola de cristal a ela confiada pela Lady A, a estranha moça resolveu conferir a razão pela qual Desurso estava agindo daquela forma, aplicando uma varredura mental com o instrumento redondo (e devidamente polido) em suas mãos. Mas a Bynha não mirou a sua atenção no Desurso e sim no Dighin.

A ideia da Bynha fazia amplo sentido. Para ela, o Desurso já teria acabado com a Erikina se assim desejasse. E o comportamento frio do Dighin levou ela à crer que ambos estavam tramando algo. Por isso, ela resolveu aplicar a leitura de mentes no dono de todo aquele lugar.

[~pirikipipipin!!!!!]

Ao dizer as palavras mágicas, a Bynha ativou o modo de rastreio mental e o direcionou para Dighin. Não ia levar muito tempo e ela saberia algo importante. Realmente, passados alguns segundos, a Bynha descobriu o que tanto queria e suas intuições estavam corretas. Com isso, ela se aproximou de Dighin e esbravejou com ele...

- Seu grande bobão! - disse a Bynha para Dighin
- Como é? Sua amiga está sendo surrada e você desperdiça tempo para vir me xingar? Acha que eu não sei que tu leu minha mente?
- Oê!? Se você sabe, aí que te chamo de bobo mesmo! ~blleeerrrgggghhhhh!!! - Bynha mostrou a língua para o Dighin
- Você viu meus planos mas não compreendeu nada deles. Do que adianta?
- Como assim?
- Pigmorim havia contado tudo para mim e depois se dirigiu para o lar de Desurso. A ideia dele estava em evoluir rapidamente a Erikina, visando sua dura batalha contra Bethin, Nanozaki e Lord. Por isto criei este falso concurso, pois eu queria atrair vocês para cá e treinar adequadamente esta garota de outro mundo.
- M-mas a Erikina está sofrendo...
- Você lutou ao lado dela contra a Bethin, não foi? Lutaram contra a Nanozaki e o Lord também, não? Eles pegaram leve demais, queriam apenas testar as habilidades de vocês e não mais do que isso. Eu achava que o Pigmorim havia mentido, mas parece que não...
- Sim, lutamos... Todos nós sofremos muito... Mas... - a Bynha foi interrompida

Um grito pôde ser escutado. E foi intenso o bastante para fazer tremer a espinha dorsal de qualquer pessoa ali perto.

- Aiêêêêê!!! - gritava a Bynha, com as mãos de Desurso prendendo-a pelo pescoço

~ próximo capítulo em 01/04/2014 ~

- NETOIN! Mais! -


Um pouco sobre o autor do NETOIN! Mais! 
Carlírio Neto
Carlírio Neto, uma pessoa que aprecia as coisas mais simples que a vida pode oferecer. Gosta das culturas japonesa, brasileira e latino-americana. Aprecia passeios e uma boa leitura. Gosta de lançar seus contos e histórias para o mundo ver e, quem saber, poder algo delas publicar algum dia. Prazer em conhecê-lo, nobre visitante.

NETOIN! Mais!



O blog está presente desde 27 de fevereiro de 2008.

E esta é a quinta alteração de template dele, datada de
18 de outubro de 2013.

(a última foi em 16 de dezembro de 2012)

- Grato pela visita -



Blog sobre assuntos diversos - Favor não copiar os textos do blog sem antes entrar em contato com o dono do mesmo.
NETOIN! Mais! 2008-2014