terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Uma Jornada pelo Item Maravilhoso [Capítulo #10]

A chamada prevalece.

[capítulo anterior: aqui]

- Azzzaaaallllllllllmmmmmmmaaaaaaaaa!!!!!! - gritou do nada a Bynha, acordando todos naquela noite.
- Bynha, não assuste a gente assim! - respondeu logo o Pigmorim, após tamanho susto
- S-siup... 
- [suspira baixo] Não sei como a Lady A e a Erica não acordaram...
- Elas são fortes como grandes enlatados de pesca vendidos no mercado negro da vila ao lado! - respondeu sorridente a Bynha
- Bynha, você não toma limonada desde antes daquela luta com a Bethin... Você está falando loucuras agora... - disse de forma cautelar e pragmática o Pigmorim
- Siup... - respondeu triste a Bynha, que prosseguiu na sequência - O importante é seguir em frente e, para isso, vou preparar nove litros e meio de limonada!
- Bynha, não sei porque te levo à sério ainda... 
- Por que isso, Pig-mo-rim? - Bynha respondeu com uma piscada no final
- Mas você não tem senso do perigo mesmo!!! - gritou nervoso o Pigmorim
- Ai, ai, ai, ai, ai...
- Estamos em uma crise aqui! Lord, Bethin e Nanozaki já apareceram! E você age como se nada fosse importante! Como se nada fosse real! Como se... [tap!] - os gritos de Pigmorim foram interrompidos por um tapa na face

Era a Lady A, que havia acordado com muita raiva por causa dos gritos do rapaz. Dito isto ela foi avante na proposta de tirar satisfações com ele.

- Pigmorim... O que você quer ganhar... Gritando deste jeito... E acordando o casebre todo? Hein? - a resposta da Lady A ia aumentando gradativamente o tom de voz, palavra por palavra, até terminar com o grito letal
- M-mas foi a Bynha quem começou gritando e... [tap!] - e o rapaz foi interrompido
- Não tem vergonha de culpar uma outra pessoa? Não tem semancol mesmo hein? Que coisa mais feia... A Bynha está quieta no canto dela! Só ouvi você gritar, Pigmorim.
- Grrrrr...
- Não rosne para mim, seu moleque que finge ser homem!
- Ho! Ho! Agora você verá o que ganha por me chamar de mentiroso...

Os dois, Pigmorim e Lady A, começaram a brigar ferozmente. Nisto, quem acabou acordando foi a Erica que, com dois travesseiros, fez os amigos que discutiam caírem com tudo no chão.

- Ouch!!! - gritaram Lady A e Pigmorim ao mesmo tempo.
- Por que vocês me acordaram desta forma, hein? - perguntou a Erica, sonolenta
- Desculpe... - falaram os dois brigões ao mesmo tempo

Aquele ar de seriedade foi interrompido por um breve momento, pois alguém se aproximou...

- Oba! Aqui está, gente. Nove litros e meio de limonada (sem conservantes) para tomarmos no café da manhã! - disse sorridente a Bynha

Os três olharam perplexos para a sua amiga, mas como não havia muito à ser feito, foram ajudá-la a acabar com a dita bebida natural. Entretanto, na memória de todos, estava a lembrança de que a Bynha havia passado por uma situação muito ruim no dia anterior. Isto se tornou pauta de uma nova conversa.

- Bynha... Como que você se salvou ontem? - perguntou a Erica
- Hum? Ah é... Bom, eu estava com muitos problemas mesmo... Mas senti que Lord não estava me atacando de verdade.
- Como? - gritou desesperada a Erica - Você quase morreu, sabia?
- Calma! Calma! - disse a Bynha - É verdade que aquele corno é alguém poderoso e tudo o mais. Mas enquanto ele me atacava, senti que ele estava testando você, Erica. Aquele miserável, sanguinário, duas caras, hipócrita, metido, arrogante e corno dos infernos me usou como cobaia. O que ele queria era apenas me fazer desmaiar. E isso ele conseguiu.

O Pigmorim já tinha um conhecimento prévio disto pois, mesmo quase desacordado no chão, ele havia conseguido "sentir" aquele momento da batalha. Era tal como ele havia falado para a Erica no dia anterior. Por sua vez, a Lady A estava totalmente concentrada na conversa, segurando a bola de cristal sem tecnologia wi-fi.

A Bynha continuou a conversação.

- Lord... Ele queria era ver você em ação, Erica. Ele teve a coragem de me usar como isca para isso. Você acha que, se ele realmente quisesse matar à todos nós naquele momento, a Nanozaki e a Bethin seriam ordenadas à irem embora?
- ... - ficou sem resposta a Erica, que apenas abaixou a sua cabeça
- A Lady A resolveu usar seu grande trunfo na luta, não é Erica? Com o cântico dela, você pôde ser provida de seu poder inicial. Você gostou do seu poder, Erica? Eu não vi você em ação...
- Olhe, Bynha... Eu senti um grande poder se concentrando em mim. Então quer dizer que é só a Lady A cantar que eu terei poder?
- Errado! - se intrometeu a Lady A - Antes eu podia cantar quantas vezes eu quisesse. Não haveria problema entoar certos vocais mágicos e lhe dar poder. Mas agora não posso mais. Se eu fizer isso novamente... Bom, eu...
- Não fale! - gritou desesperada a Erica
- Erica... - disseram ao mesmo tempo a Lady A e a Bynha
- Acho que já entendi o que acontecerá... Mas o que farei agora, sendo que preciso de mais poder?
- Eu sei quem você procurará, Erica - respondeu o Pigmorim - Você deverá se encontrar com "O Mais Popular" e participar do programa de auditório dele.
- O quê? - gritou espantada a Erica
- Sim. Se você é tímida, terá que driblar esta circunstância...
- Siup! - respondeu a Bynha - Eu ajudarei a Erica à perder rapidinho a timidez dela!
- Ho! Ho! Ho! - disse a Lady A - Tal como eu imaginei... - ela complementou

Nisto, o Pigmorim se levantou da mesa e pegou suas coisas. Sua intenção era de se despedir do grupo.

- Bom, eu vou indo bem na frente, gente.
- Pig-mo-rim! Onde você vai? - perguntou a Bynha com face bem tristonha
- Vocês três devem ir procurar pelo "O Mais Popular". Eu irei para outro canto onde, provavelmente, a terceira pessoa a lhe conceder poderes se encontrará.
- Como vamos nos comunicar? - questionou a Erica
- A bola de cristal da Lady A... Será nosso canal de comunicação, mesmo sem wi-fi... - respondeu o Pigmorim

Com tímidos abraços e desejos de boa sorte, o Pigmorim seguiu o seu caminho. As três moças também começaram a sua caminhada até a grande vila, abastecidas de muito suco de limão.

Quem será este tal de "O Mais Popular"?
Haverá limonada o bastante para todos?

~ próximo capítulo em 13/12/2013 ~

- NETOIN! Mais! -


Um pouco sobre o autor do NETOIN! Mais!
Carlírio Neto
Carlírio Neto, uma pessoa que aprecia as coisas mais simples que a vida pode oferecer. Gosta das culturas japonesa, brasileira e latino-americana. Aprecia passeios e uma boa leitura. Gosta de lançar seus contos e histórias para o mundo ver e, quem saber, poder algo delas publicar algum dia. Prazer em conhecê-lo, nobre visitante.

0 opinião ( ões ) à respeito:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião sobre este texto.
Com isto, o [NETOIN! Mais!] poderá crescer e se desenvolver ainda mais.

Muito agradecido!

NETOIN! Mais!



O blog está presente desde 27 de fevereiro de 2008.

E esta é a quinta alteração de template dele, datada de
18 de outubro de 2013.

(a última foi em 16 de dezembro de 2012)

- Grato pela visita -



Blog sobre assuntos diversos - Favor não copiar os textos do blog sem antes entrar em contato com o dono do mesmo.
NETOIN! Mais! 2008-2014